sexta-feira, 19 de março de 2010

Seguindo meus instintos - competindo com leoas


Boa tarde, mulherada e meninos lindos que eventualmente apareçam por aqui para dar uma olhadinha . . .
Vocês já sacaram meu momento de super retomada de mim mesma, tenho certeza - não dá mais pra esconder. Seria bobagem disfarçar - é claro, eu assumo: estou apaixonada por isso tudo.
Isso envolve vários processos de amadurecimento; um deles que me trouxe uma deliciosa satisfação. Finalmente me desfiz de um medo secreto: o da maternidade.
Sim, acreditem se quiserem. Desde que me entendo por gente, nunca achei "lá essas coisas" a idéia de ser mãe. Ouvia minhas amigas descreverem com empolgação, mas não partilhava deste sentimento com tanto alvoroço.
Depois, por motivos que não abordarei agora - preferi ignorar o assunto. Achava lindo a maneira como a natureza providenciava isso sem toda a afetação que acompanha nossa cultura - mas enfim . . .
Lentamente percebi que é bacana ser mãe: como as leoas, elefantas, grandes feras que criam seus filhotes para o mundo real, todos os dias. Mas, putz - Deve doer muito no coração!!!
Lentamente percebi porque eu tinha medo, afinal - jamais poderia ser uma mãe tão boa como a mãe do leão.

2 comentários:

  1. Nossa Lory, como se diz por aqui: "dêxe pa mai tarde" hahahh
    Quem sabe . . .?

    ResponderExcluir