terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sutilezas


Já pensou que vender um produto é como seduzir? Falando honestamente: sozinho, o vendedor não é capaz de fazer você levar pra casa uma coisa que não quer. No final é você quem decide que quer possuir aquele item, ter ele em suas mãos e levar ele com você.
Mas a gente sempre põe a culpa no vendedor, nas estratégias de venda, na disposição dos itens na loja, nas "facilidades de pagamento".
A mágica que acontece, é rápida como o estalar de dedos, como num piscar de olhos. Justamente como o amor à primeira vista: a química do desejo.
E o que acontece depois que você olha, deseja e consome? Vá além do óbvio . . . muitas vezes você quer mais e mais. Você se apaixona.

Vamos a uma breve comparação com a sedução feminina. Há um momento, lá pelos 15 anos em que nós mulheres nos apaixonamos pelo nosso corpo. Tanto isso é verdade que o admiramos em todas suas imperfeições perfeitas. Acho que nos colocamos tantos defeitos porque nos culpamos de tanta admiração :" Ah que corpão lindo de mulher!Esperei tanto por isso!"
Há algo mais belo do que esse jogo natural do "flagra" da pele nua? Eu me lembro do meu primeiro sutiã de renda negra, principalmente quando tirei ele na frente do espelho, só pra mim. O primeiro que tocou meus seios.
Que mulher não se lembra do primeiro batom vermelho que pintou seus lábios em segredo?
Coisas de mulher - boneca. Coisas que amamos. . .
Em maio desse ano fiz um curso maravilhoso de burlesque com a Shaíde Halim em São Paulo. Foi um dos cursos mais deliciosos e enriquecedores dos quais já participei - sem mencionar o desafio.
Finalmente aprendi porque é importante ir mais devagar, sem pressa nesse processo. Comer a sobremesa mais lentamente. Aliás, degustar todas as coisas preciosas com uma certa cerimônia.
Realmente, comecei a ver ângulos diferentes . . .
Senão, a vida fica inteira no mesmo tom. Vira tudo burocracia.


5 comentários:

  1. Legal, Samyta!
    Trazendo isso pra dança, é deixar o mistério sempre presente, se revelar aos poucos e numa medida insuficiente para esgotar a curiosidade do público. Ter domínio de si mesma, gostar do próprio corpo...
    Bacana! Me pôs pra pensar!
    Beijossssssssssssssssss!

    ResponderExcluir
  2. Aeeeeee! Fico feliz pela parte que me toca, pela minha pequena contribuição nesse processo! E mais feliz ainda pq essas descobertas estão trazendo boas mudanças pra vc! ^-^

    ResponderExcluir
  3. Shaide, foi o mel do melhor . . .
    Se titia Samya Xu num tivesse na pindura e desempregada, já estaria inscrita no curso regular de burlesque. Me aguarde que ainda vou me formar aí.

    ResponderExcluir